domingo, 15 de agosto de 2010

Peito, Bunda e... ATITUDE!

O que buscar em uma mulher? Essa pergunta sempre existirá, a única diferença ao longo dos anos será a resposta. Quando mais jovem, numa fase mais "auto-afirmação" o critério era basicamente, a beleza. Com o passar dos anos você busca mais de você, dos seus amigos e das mulheres. Se antes você não reparava na postura, nas ideias e na segurança da sua desejada, agora isso faz parte dos seus critérios, simplesmente porque na hora do sexo, da conversa e da socialização, todos esses atributos fazem total diferença.
Peitos, bundas, lábios, todas essas partes são muito excitantes, mas um bom corpo não é nada, sem atitudes condizentes. Com um mínimo de vivência, você começa a mudar seus conceitos e começa a buscar mulheres com um psicológico, com uma mente pronta e disposta. Não há mais tempo para se perder com insegurança, com tabus, mistificações ou coisas do gênero. Normalmente essas mulheres prontas e dispostas, têm de 26 anos pra cima... Sabem dar mais valor ao seu tempo e o mais importante de tudo, possuem mais autoconhecimento. Sabem do que gostam e como gostam. Amigos, para mim uma das maiores qualidades que uma pessoa pode ter, (não somente as mulheres) é estar apta a viver, sem medos, sem crendices e sem estigmas. Uma pessoa reclusa dificilmente terá grandes experiências, porque tal pessoa não se põe em situações novas e de aprendizado. Mulheres podadas pela religião, pela sociedade, por suas famílias etc. Muitas criadas nesses moldes modernos, onde o medo impera e o mundo e as pessoas são perigosas e devem ser evitadas. Menos, busquemos discernimento... Voltando ao assunto, como atitude e vivência são coisas essenciais.
Há donzelas, que possuem beleza e simpatia, mas pecam pela mentalidade. Quem nunca conheceu uma dessas? Aquela que você vai tentar conversar, mas a própria age de forma artificial, tentando fazer charme e mal sabe que no fundo demonstrou insegurança e perdeu a oportunidade de conhecer alguém decente, que poderia somar e ensinar bastante em sua vida, nem que fosse por alguns dias ou horas. Ao longo da minha vida, sempre tive a oportunidade de conviver com bastante pessoas mais velhas. Sempre me dei bem com mulheres e amigos mais velhos e já cansei de ouvir de varias mulheres, que hoje têm 30, 35, 38, que quando mais jovens, elas faziam tipo, empinavam o nariz e tudo isso que meninas fazem. Resultado: Muitas se arrependeram e reconhecem que deixaram de conhecer caras legais e que só se deram conta disso depois.
Enfim, precisaram dessas experiências frustradas para amadurecerem e criarem autoconhecimento.
Experiência, isso se adquire estando na vida, mas saibam interpretar queridas. Uma vez conheci uma mulher, que alguns amigos meus conheciam e me informaram que a mesma era "rodada".
(Dito popular: Passado de restaurante e de mulher, melhor nem saber)

Eu pensei: "Ótimo, assim essa mulher deve estar pronta pra tudo e não deve se assustar com o meu jeito maluco e direto."
Errei por muito, tirei do estádio. Experiência é simplesmente o fato de estar pronto e saber o que fazer em diferentes tipos de situação e saber como você vai reagir diante dos fatos ou seja, autoconhecimento. A mulher não correspondeu as minhas expectativas, ela mais fazia o papel de boneca inflável, só abria a perna e fim. Não tomava iniciativa de nada, não gemia, não fazia proposta alguma, até porque provavelmente nem devia conhecer o seu corpo direito pra saber do que gosta.

*OBS: Mulheres, procurem vocês mesmo se conhecerem. Não joguem isso nas nossas costas. Eu não sou obrigado a entender sobre vocês (mesmo buscando conhecer). Eu tenho é que me conhecer e saber do meu corpo e do que eu gosto, nada mais.

Um namoro decente, um parceiro que você teve, conversas com amigas, primas, com os pais se possível, isso tudo é que edifica e faz você aprender cada vez mais, sobre você e sobre a vida. Não busquem somente sexo. Uma mulher que possui um lado espiritual e intelectual evoluido, é muito mais interessante e possui muito mais autoconhecimento. Tendo mais autoconhecimento, bingo, se consegue mais relações naturais e prazerosas, por se ter mais segurança.

A única mulher que eu namorei (relacionamento sério) na vida, tinha essa qualidade e foi essa qualidade, que me cativou. Podia eu ligar, as oito, as nove, meia noite, duas da manhã, que ela sempre estava pronta para sair, para viver, sempre estava apta, sempre falava mais "sim", que "não". Poucas mulheres possuem isso. E foi isso que me fez pensar: "Essa é a mulher para estar ao meu lado."
Hoje milhares de mulheres inventam milhões de desculpas para não viverem, para ficarem reclusas, como se fossem viver para sempre, como se fossem possuir a beleza da juventude para sempre. As vezes até parece que atitude e juventude não combinam, mas não creio nisso.
Pra finalizar, a mensagem é essa, se você "mulher", fala mais "não" do que "sim", se você empina o nariz no lugar de dizer "Oi", se você mais se assusta do tenta compreender, você precisa correr atrás do prejuízo. Você deve ter perdido alguns bons momentos e deve ter deixado de conhecer boas pessoas. Há uma lua, um mar, uma praia, estrelas, um vinho e outras centenas de coisas servindo de paisagem no mundo, o resto é por sua conta.

(Dedicado a aqueles, que me pediram para falar sobre o assunto.)

Um comentário:

  1. Elementar, meu caro Dip.

    Em nossas analogias ao mundo futebolístico, eu diria que uma boa relação interpessoal se assemelha ao futebol arte. Sem receios, sem retrancas, sem encenações. Bola pra frente, passes/dribles audaciosos e a eterna busca pelo gol. Esse, por sua vez, é uma mera consequência.

    Forte abraço.

    ResponderExcluir

Sobre:

Minha foto
Alguem que expoe pensamentos, que as vezes precisam ser arquivados. Blog dedicado a isso.