terça-feira, 27 de outubro de 2009

Isso sim é "Reality Show".

Meus caros, o termo "reality show" é dado para programas de TV, que mostram reações humanas, em um determinado contexto, onde não há um script ou algo que pre determine como essa pessoa deva reagir. Resumindo, a pessoa entra para participar de um programa em um formato determinado, mas não será um personagem, mas somente ela mesma.
Dizem que esses show´s mostram como o ser humano vive de fato, quem é quem quando a vitoria e a derrota bate a porta do seu cotidiano, mostra como a pessoa lida com seus problemas e quais são as soluções, que ela arquiteta para sair de uma situação ruim e tudo isso tendo que lidar com pessoas, pois na realidade (reality) é assim.
Amigos, eu confesso que não sou muito chegado nesses tipos de show, não importando em qual formato eles estejam. As vezes pode se fazer alguma analise sociologico, antropologica, psicologica etc. Mesmo assim não tenho muito interesse e não chama muito a minha atenção.
Esse texto, quero me permitir determinar um novo conceito de reality show, esse sim de fato "reality", que graças as novas tecnologias portateis podemos assistir a esses episodios da vida real. (Daniella Cicarelli, flagrada tendo relações sexuais no mar, em praia da Espanha)

Essas cameras portateis, sejam elas em celular ou fora deles, juntamente com a internet, estão cada vez mais, tornando milhares de pessoas testemunhas oculares da vida real e das nossas anomalias socias. Toda semana temos levado um choque de realidade e tudo isso graças as milhares de cameras portateis espalhadas nas mãos de todo tipo de gente, que as levam para todo tipo de lugar.
O engraçado, é que tudo flagrado e documentado, assim podemos dizer, sempre aconteceu desde os tempos do seu avô e acontecerá também nos tempos do seu neto, pois tratando-se de humanidade, tudo pode-se esperar, independente da cultura ou do nivel de instrução ou social. Em alguns lugares menos favorecidos de instrução e recursos, as bizarrices e acontecimentos chocantes podem ser mais acentuados.
Falando do nosso país, infelizmente o quadro social do Brasil hoje em dia, dá margem a existencia de policiais que flagram a assaltantes matando um homem por miseras roupas e acessorios, e mesmo assim com o flagrante do ato, não fazem o seu dever. Não satisfeito, ainda abordam os bandidos apenas para roubarem os pertences que pouco antes eles haviam roubado, para depois de tudo, deixarem os assassinos irem embora na boa, andado. Será que eles estavam baseados naquela lei do "Ladrão que rouba ladrão, tem 100 anos de perdão."?
Outro exemplo de policias despreparados, também foi flagrado em Santa Catarina.
Casos parecidos devem ter acontecido antes? Com certeza, inumeras vezes e todas as semanas, para não dizer todos os dias. Acontece que agora será comum a gente ter noticias e não satisfeito ainda ver como a noticia aconteceu de fato, pois alguem com certeza deve ter capturado as imagens.
A dissolução dessa tecnologia portatil só se deu de uns tempos para cá, por isso esse mar de coisas quando trazidos a tona, chocam a população. Esses tipos de flagras, só tendem a aumentar, como no caso dos dois jovens que praticavam sexo em um banheiro de uma escola publica, no Pará. Eu vi as imagens, que foram filmadas por um outro colega, que ainda instruia e meio que dirigia os dois parceiros.
Nada contra o sexo e sinceramente, não sou tão conservador de dizer, que o absurdo estava no ato sexual em si e nem na idade de ambos os jovens. Para mim o absurdo estava no local onde a coisa foi feita e também no terceiro integrante que estava gravando tudo. Esse tipo de coisa, deve ser mantida fora do ambiente de estudo ou perto de outros que aindam não estão preparados para tal atividade. Esse tipo de ato também deve ser guardado para si, visto que temos uma sociedade pessimamente preparada e mal instruida.
Em respeito a instituição e a seus colegas, ambos deveriam procurar um local adequado e nem ao menos terem documentado o ato.
Pergunto mais uma vez: Foi a primeira vez que aconteceu esse tipo de coisa, num ambiente escolar? Não, não foi e isso é mais comum do que se imagina. Eu que estudei em 12 escolas durante a minha vida, tanto escolas publicas como particulares, já tive acesso a relatos e historias muito piores que essas, que apenas não foram gravadas por nenhum meio.
Sobre a idade de ambos os alunos, esclareço que o meu ponto de vista é que cada um sabe a hora certa para iniciar a sua vida sexual, levando em conta que deve ser algo espontaneo e não forçado, seja por um grupo ou seja pela midia.
Isso já cabe aos pais e mestres a instruir os jovens a conhecerem melhor sua mente e seu corpo, para que não façam algo contra si e depois se arrependam.
Outro tipo de situação, que é velha, mas mesmo assim todo mundo que vê ainda se choca bastante, é a famosa briga de grupos rivais. Sejam eles da mesma escola, sejam de jovens de escolas diferentes ou até mesmo jovens que agridem somente um individuo, por se acharem melhores e com isso praticam o bullying, para se auto promovorem as custas dos outros, ditos indefesos.
Esse semana, mais uma vez um video de violencia na escola ou nas proximidades dela, praticadas por alunos, repercutiu fortemente nos meios de comunicação. Como disse, com 12 escolas de bagagem, eu já vi esse tipo de coisa até dizer chega.
E novamente eu pergunto: Foi a primeira vez? A resposta, qualquer pessoa que passou pelo menos um semestre numa escola, já sabe e já deve ter visto.
Eu sinceramente, não me choquei, não porque sou frio, mas porque casos parecidos, eu já tinha visto ou ouvido antes.
Se não me choca, posso afirmar que isso me revolta. Conformista eu me recuso a ser, mas impressionado, confesso que dificilmente serei.
Com esses novos dispositivos e tecnologias portateis, veremos aos montes meus caros, mais e mais casos absurdos de coisas boas e ruins.
Elas sempre aconteceram, a diferença é que agora temos que estar preparados para sermos testemunhas.
Quem aqui não gostou de ser testemunha de um caso, onde uma maluca desequilibrada, vai no meio da madrugada em frente a um predio, pedir aos berros e insultos a um morador chamado Pedro, o seu chip de volta.
Em 2008 a reporter da ESPN americana, Erin Andrews foi flagrada e teve sua liberdade e integridade comprometida, depois que um tarado a seguiu e a filmou nua em seu quarto de hotel, no Tenesse. O rapaz que fez as imagens foi condenado e preso, semanas atrás.
Talvez, isso seja bom, para mostras as pessoas a realidade, seja ela bruta ou bizarra, comica ou tragica. O que de fato acontece na vida e nas ruas, muitas vezes da amargura. A hipocrisia pode acabar e as pessoas começarem a olhar situações reais e com isso buscarem soluções reais, inves de ficarem ligando pra votar nos artistas de midia, criados pelos reality shows, com seus pseudos problemas.
Nesse novo BBB tome cuidado a cada dia, pois no paredão o proximo pode ser você.



NOTA: No intervalo de um dia, em que eu escrevi esse texto, as nossas cameras espalhadas Brasil a fora, flagraram mais um comportamento ignorante por parte da nossa sociedade. Foi em uma universidade particular de São Paulo, onde uma aluna foi hostilizada por ter ido com um traje, supostamente, muito descolado. Vejam que ela sentiu na pele, o que é ser um criminoso sofrendo sanções sociais pelo seu "crime"!
Video:

domingo, 11 de outubro de 2009

Argentina é a favorita

"Argentina é a favorita", foi o titulo que eu dei a esse texto, antes mesmo de escreve-lo.
Amigos, eu tenho certeza que os nossos vizinhos que tanto amamos odiar, vão a Copa do Mundo da Africa do Sul no proximo ano. Não satisfeito, vos digo que eles são favoritos em primeira escala, juntamente com Brasil, Alemanha e Italia. Talvez são mais favoritos a ganhar o caneco, que será disputado na terra do Mandela, que qualquer outra seleção. Explicarei.
Historicamente, seleções desacreditadas quando chegam a Copa tendo passado por muita dificuldade, essas seleções chegam com pouca mídia, poucas expectativas e passam desarpecebidas na fase de grupos, até porque na primeira fase a competição ainda está recheada de seleções fracas e sem expressão alguma e então fica facil de se classificar para a segunda fase, sem precisar de muitos méritos. Algumas vezes temos seleções que chegaram com cartaz e nem ao menos passaram da primeira fase, como a França e a propria Argentina em 2002.
Mas a Copa do Mundo começa a ficar boa mesmo, quando chega o mata-mata. Lá você descobre quem é quem no cenario mundial do esporte. Essas seleções que antes penaram para conseguir uma vaguinha na Copa, agora estão mais fortes do que nunca e quando você se dá conta, elas estão nas fases avançadas, com uma confiança e autoestima enorme, nem parecendo ser aquela seleção que passava por enormes dificuldades, contra equipes medianas do seu continente.
A historia nos mostra, que não é lá muito vantajoso chegar com um estatus elevado. Vamos aos fatos:
O Brasil em 1958, chegou a sua sexta Copa como mais uma seleção que poderia fazer boa figuração, pois nas eliminatorias onde apenas jogara dois jogos eliminatorios contra o Peru, o Brasil empatou o primeiro jogo em terra peruana por 1x1 e depois decidiu a vaga em casa, no Maracanã. A vaga veio, apertada, mas veio com um 1x0 suado e que não chegava perto de empolgar ninguem. O então tecnico Vicente Feola era pressionado e sofria uma enorme desconfiança vinda de todos os lados, tanto da imprenssa como da população. Eram tempos em que a desconfiança era muito acentuada, devido a perda da Copa de 1950 em casa, pro Uruguai e a regular, mas nada brilhante campanha na Copa de 1954, onde tinhamos perdido a semi-final pra Hungria e definitivamente andavamos de mãos dadas com o complexo de vira-lata. Complexo esse diagnosticado por Nelson Rodrigues, o qual dizia que o brasileiro tremia diante de rivais internacionais, por se sentir inferior e menos capaz.
Para alegria geral da nação, o titulo mundial veio. Titulo esse que começou a se desenhar após o jogo contra União Sovietica, que foi vencido por 2x0 e alí, pela primeira vez, jogariam juntos Pelé e Garrincha pela nossa seleção.
Citarei outros dois mundiais nossos, que chegamos como coadjuvantes e saímos como campeões. Começarei por 1994, onde o Brasil chegava a Copa dos Estados Unidos, com Romario e mais 10, após garantir a classificação a Copa no ultimo jogo das eliminatorias, no historico 2x0 contra o Uruguai, conhecido como o jogo do Romario. Logo no primeiro jogo contra a Russia, o Brasil perderia sua dupla de zaga titular: Ricardo Rocha e Ricardo Gomes. A primeira fase foi tranquila, dando destaque ao jogo Brasil x Suecia, o qual os nórdicos dificultaram bastante as coisas, fora isso, nenhum susto. Já na segunda fase, a seleção avançava aos trancos e barrancos, tendo logo de cara nas oitavas, os anfitriões da Copa no seu dia da independecia. Vocês sabem como os americanos são ligados a datas e a simbolismos. Eles entraram com a faca nos dentes, chegaram até certo momento do jogo a nos encurralar, pois estavam com um jogador a mais, devido a expulsão de Leornardo, que tinha dado uma cotovelado em seu marcador, Ramos.Passamos com o placar minimo, num gol de Bebeto, que rendeu uma declaração de amor ao seu companheiro de ataque baixinho.
Até a final contra a Italia, passariamos por Holanda e Suecia, ganhando ambos os jogos pela diferença de um gol apenas, com um futebol que fazia Galvão Bueno gritar: "Haja Coração!"
No final, ganhamos a Copa nos penalties, com Baggio isolando a bola sobre o gol de Taffarel.
A outra Copa a qual ganhamos, após passar grandes apuros nas eliminatorias, foi a Copa de 2002 na Coreia do Sul e Japão.
Felipão teve que ouvir poucas e boas, antes daquela taça ser levantada, por conta de não ter levado Romario. Deveriamos confiar em Ronaldo de novo? Felipão seguiu sua cabeça e o Brasil ganhou a Copa com sobras. Destaque para o jogo das quartas, contra a Inglaterra de Beckham e cia, que nos deu muito trabalho e que rendeu um gol historico de Ronaldinho Gaucho. Fora isso, o resto foi baba, exceto pelas eliminatorias!
Em 1982 foi a vez da Italia provar que Copa é Copa e Eliminatoria é Eliminatoria. A Azurra chegava a Copa se classificando atrás da Iugoslavia em sua chave e sua liga nacional, chamada de Calcio, vivia sua maior crise da historia, devido a compra de jogos e a corrupção de dirigentes, arbitros e jogadores. Um desses jogadores envolvidos no tal escandalo de manipualção de resultados era o algoz Paolo Rossi, que mesmo sem jogar a mais de meses, devido a uma suspensão, foi convocado e integrado ao plantel italiano.
A historia, muitos já ouviram ou se lembram, a Italia ganhou muita força e moral após vencer o inesquecivel e maravilhoso Brasil de Telê e cia, por 3x2 com 3 gols de Rossi e então deslanchou rumo ao titulo, após 48 anos de jejum.
Em 2006 a Squadra Azurra, também chegara a Alemanha para disputar a Copa, depois de outro escandalo de arbitragem e manipualção de resultado em sua liga nacional, que inclusive resultaram como punições o rebaixamento da Juventus e perdas de pontos ao Milan e outros clubes e cartolas italianos. A azurra começou discreta na Copa, vencendo a estreante Ghana e só empatando com os Estados Unidos. Após se classificar, pegou a Australia e passou com um gol feito nos acrescimos somente.As quartas de final foram mais tranquilas e uma vitoria de 3x0 contra a Ucrania veio. Nas semi-finais a Alemanha foi batida por 2x0 num jogo emocionante e a final contra a França, após um 1x1 e uma cabeçada de Zidane no zagueiro Materazzi a taça veio nos penalties, coisa que os italianos costumam temer, pois nunca haviam ganhado uma disputa de penalties antes em Copas do Mundo.
A Alemanha também é outra que ganhou Copas crescendo somente durante a competição, como em 1954 e 1990. Em 1954 superou nada mais nada menos, que a Hungria de Pusckás que estava invicta há 4 anos, antes da tal final.
Em 1990, chegou a Copa após ficar em segundo lugar nas eliminatorias, atras da Holanda em sua chave.
Pois é meus caros, acredito que a Argentina confirme a sua vaga nessas proximas semanas e volto a dizer: Argentina é a favorita!
Não caiam nessas ilusões que as eliminatorias proporcionam. A Copa do Mundo, vive e adora surpresas. A Copa parece querer trabalhar com voltas por cima, basta lembrar de Ronaldo Fenomeno. Cuidado e não fique surpreso se em 2010 tudo acabar em tango! Maradona e cia estão mais fortes do que nunca.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Introdução não necessária.



O maior dom que o ser humano pode ter com certeza é o da comunicação. O de poder saber exatamente expressar o que deseja, caso queira realmente se expressar. Por isso meus caros, conversem, falem e perguntem a quem vocês quiserem, sobre o que vocês quiserem. Por conta dessa desvairada busca por outros humanos comunicativos e com coisas que somam ao meu gosto, venho sendo apresentado a varios materias sensacionais, os quais eu desconhecia e que enfim posso ter o prazer de desfrutar.
Esse dias, tive acesso a um conteudo lindo, daqueles que você fala: "Historico, vamos ver o inicio de tudo. E foi assim que começou uma brilhante trajetoria"! Sim, eu sabia estar diante de um feto, daqueles que o autor, hoje, já um mito dessa arte, ao relembrar tal obra, com certeza teria o seu dia inteiro sugado pela nostalgia e emoções vividas, que seriam trazidas como uma avalanche a sua memoria.
Sem mais delongas, matando a curiosidade de todos, o material o qual tive acesso foi simplesmente um album que John Paul Jones e Jimmy Page gravaram antes do LED. Não! Minto! O tal album foi gravado em 1968, antes mesmo de serem formados os The New YardBirds, nome esse que antecedeu o lendario Led Zeppelin.
Jimmy Page realmente chuta o balde. O cara sabe dar a suavidade, que a musica precisa, pois o som dessa banda é mais descolado e leve, mas tudo isso sem perder a pegada.
Talvez ele até se indentifique mais com esse som mais leve, com toques de blues e pop, que o som mais pesado do Led. Não estou afirmando nada sobre a preferencia dele, mas ele parece ficar bem a vontade e livre, passeando (solando) pela musica, enquanto o baixo e o piano encorpam e dão base as canções. Não satisfeito ele também assume um papel de guitarrista base certos momentos, dando então liberdade para que o Sax, faça as honras e sole, como em "Lonely Weekend". Mas sua versatilidade não acaba somente aí. Em "Everything I do is wrong", Jimmy Page, em grande parte da canção fez a base, mas então não se conteve e solou juntamente com o Sax.
Paro por aqui as analises e repasso o brinde a vocês, para que vocês mesmo possam desfrutar dessa maravilha.
Agradeço a indicação da minha dignissima desbravadora das 7 artes, Fernanda Benevides.
Também devo fazer menção ao blog venenosdorock, que disponibilizou o tal material online e disponibiliza varias outras raridades.

Vamos ao album:



(Clique para ver a figura no tamanho original)


http://rapidshare.com/files/140839797/Page_Venenos.rar

sábado, 3 de outubro de 2009

Deus x Diabo, Bem x Mal - Abaixo a dicotomia.

Amigos, confesso que politica(gem) não é um dos assuntos o qual queria tratar aqui no Blog, pois já tenho outros amigos que abordam o tal tema com mais conhecimento e profundidade que esse que vos fala, ainda mais a politica provinciana do Maranhão, mas falarei de algo que percebi. Venho notando, que no Maranhão a politica fica em segundo plano nos assuntos tratados por todos que a tentam fazer ou a noticiam, pois o assunto que ganha a medalha de ouro no quesito abordagem e importancia para todos é a politicagem.
Aqui a politicagem é mais visada e discutida, que a politica em si. Não to dizendo que no Brasil como fora dele, não existam essas coisas. O Brasil em si é cheio de politicagem e o senado nos mostra isso. O problema maior é que aqui no Maranhão, a coisa é super acentuada por conta da dicotomia a qual vivemos. Não existe uma terceira vertente e sim somente Sarneyzistas e Anti Sarneyzistas e quem não é nenhum nem outro, simplesmente não tem como almejar maiores voos na politica, simplesmente por falta de politicagem.
Isso se reflete também nos meios de comunicação, sendo impossivel você presenciar um meio, o qual fale mal ou bem de ambos os lados. Não estou pedindo o jornalismo imparcial, mas sim um jornalismo com mais opções e vertentes de pensamento. Só lembrando meus caros, que jornalismo imparcial não existe e nunca vai existir. Quer jornalismo imparcial? Compre e leia todos os jornais e revistas de sua região e faça uma analise e então conclua as coisas você mesmo.
Essa dicotomia me incomoda, porque toda vez que alguem aparece poraqui, esse alguem tem por obrigatoriedade estar associado a um lado, mas nunca autonomo. Parece que aqui no Maranhão não existem outros interesses, que não sejam de apenas dois grupos.
Se você resolver se aventurar poraqui sem se ligar com um desses grupos, apoio nenhum você terá e ficará impossivel você se eleger. Caso eleito, coisa quase impossivel de acontecer, você não terá apoio nenhum caso exerça um cargo executivo. No caso do legislativo, você será um peso morto no meio dos grupos. Se bem me lembro, dizem poraí que o legislativo maranhense nunca é oposição, logo se o rebelado eleito resolver ser, não conseguirá afetar em nada as decisões da casa.
Nessa eterna guerra de interesses, dificilmente quem sairá ganhando é o povo, que é apenas um detalhe a mais, que não comprometerá, caso você tenha alianças com o grupo certo. Tendo esse grupo dominio total sobre o interior onde ele se encontra, você nem ao menos precisa pisar lá para fazer campanha. Eis o que torna isso aqui uma província, onde os servos obedecem ao senhor como nos antigos feudos.
Dando nome aos bois, o tal Flavio Dino ainda não revelou a sua opção, mas certamente precisará fazer o mais breve possivel. Ele está numa posição cômoda agora, onde ambos os grupos o visam e até dizem poraí, que o temem, mas autosuficiente ele não é, não aqui no Maranhão terra desse eterno Fla-Flu politico. Logo logo, ele terá que decidir se é Fla ou Flu, aqui ser botafoguense ainda não é permitido.

PS: Lembrando que semana passada, Flavio Dino quando perguntado se era contra ou a favor de Sarney, ele saiu pela tangente com a resposta: "Sou pós Sarney e botafoguense."

Sobre:

Minha foto
Alguem que expoe pensamentos, que as vezes precisam ser arquivados. Blog dedicado a isso.